11 de setembro de 2016

3 anos. Parabéns, Artur!

Artur,

Três anos de você. Incrível como passou rápido! Você se tornou uma criança esperta, sorridente e feliz - é o que importa pra mim. Sinto-me grata por poder acompanhar tão de perto cada parte do seu desenvolvimento. Te vi dar o primeiro passinho, aprender a falar, aprender a comer, criar laços com seu irmão.Ver tudo isso de perto é tão cansativo quanto emocionante. Impossível não me emocionar lembrando de cada noite acordada, da nossa história de amamentação, do seu parto tão desejado. 

Este ano não vai ter festa, filho. Peço desculpas. Pra mim, comemorar aniversário de filho com festa é importante. Mas, este ano, não estou bem. Não tenho tido muita força pra engatar qualquer projeto. Nem festa. Eu sou a única que dá o primeiro passo pra começar qualquer planejamento festeiro e não tenho grande ajuda da família. Famílias andam quebradas, filho. Ninguém mais parece se importar com o outro e muito menos querem ajudar a fazer qualquer festa que seja. Então, eu tinha três opções: fazer num buffet caro e não ter trabalho, encarar quase que sozinha a preparação da festa ou não fazer nada. Optei pela última. Desculpe-me. Eu precisava me poupar. Precisava preservar minha saúde física e mental. 

Seus 3 anos serão comemorados com beijos meus e abraços. Sem festa. Sem presente. Só com amor, que não é pouco. Eu poderia escrever um texto enorme desejando a você mil coisas incríveis, mas vou ater-me a lhe desejar apenas uma coisa: conexão entre você e Caio. Desejo que sua vida seja ao lado dele. Com companheirismo. Ajuda. Amor. Parceria. Não se percam um do outro nesta vida. Fiquem juntos. Vocês vão precisar dos ombros um do outro, dos abraços, dos conselhos, dos olhares que guardarão a nossa história. A história de vocês. Da nossa família. Ajudem-se. Amem-se. Quando eu não estiver mais aqui, cuidem um do outro. 

Feliz aniversário. 


4 de março de 2016

Receita: farofa doce (sem açúcar!)

Essa farofa é uma coisa de boa! Só demorei a postar porque não se acha tâmara tão facilmente por aí, né? Mas acho que dá pra colocar mel ou melado no lugar. Não sei, preciso testar. Essa farofinha mata minha vontade de doce (sou uma formiga!) e sacia bem. Artur adora passar as frutas na farofa. Gracinha ele espetando a fruta e passando nela... 

Ingredientes:
  • 1 xícara de castanhas cruas (do pará ou de de caju)
  • 1 xícara de tâmaras sem caroço
  • ½  xícara de aveia em flocos finos
  • ½ xícara de coco ralado
  • ½ de amêndoas laminadas
Como fazer:

Bater todos os ingredientes no processador até virar uma farofinha. Armazenar numa vasilha bem fechada na geladeira e usar aos poucos. Dá pra servir com frutas, colocar por cima do iogurte ou por cima do sorvete de banana

Fica delicinha!


Pra ver todos os pratinhos, vai lá no Instagram: @faladany.





3 de março de 2016

Receita: pão de inhame

Esse pão de inhame é dos deuses! Fica fofinho, leve e parece que foi feito na padaria de tão perfeito. Acho que eu ainda não tinha testado uma receita tão bacana assim. Não tem gosto de inhame (detesto inhame, rs). Fazer pão é terapia! Façam. Vocês não vão querer parar. Saber todos os ingredientes que você tá colocando na massa é libertador. Rende muito e a boa notícia é que dá pra congelar. Você assa e depois congela! Pra descongelar, tira os pães do congelador e deixa em temperatura ambiente por uns 30 minutos. Depois, é só levar ao forno novamente até aquecê-los. 




Ingredientes:

1 xícara de inhame cozido e amassado
1/4 xícara de óleo de girassol
4 colheres (sopa) de açúcar mascavo
2 ovos
200 ml de leite morno
1 pitada de sal
1 envelope de fermento biológico seco
3 xícaras de farinha de trigo integral
2 xícaras de farinha de trigo branca
1 gema de ovo (para pincelar)

Como fazer:

Misture o inhame com o açúcar, o óleo, o sal e os ovos.
Misture o leite morno com o fermento.
Acrescente a massa de inhame.
Acrescente toda a farinha de trigo.
Talvez seja necessário um pouquinho mais de trigo pra dar o ponto de soltar a massa das mãos.
Sove a massa por uns 10 minutos ou use a máquina de pão (recomendo!).
Deixe a massa crescer por 1h.
Modele os pãezinhos.
Pincele a gema de ovo.
Deixe crescer novamente por 30 minutos.
Asse os pães em forno preaquecido até ficarem douradinhos.